terça-feira, 31 de maio de 2011

Coração de papel



Coração De Papel

Sinto que o meu coração não é normal,
Desdobra-se frequentemente,
Já me descreve o que sente,
Às vezes me perco em suas linhas e entrelinhas.
Quem sabe não é de papel,
Coração que se desmancha;
Com o encharcar de minhas lágrimas,
Coração que muitas vezes foi esmagado,
Ou então dobrado guardando versos de amor,
Despedaçado quando o desespero presenciou,
Coração de papel, que sonha em ir longe feito avião,
Mas que vive ao chão.
Coração de papel, que é dado com prazer,
Perdido sem perceber, doado ao anoitecer,
Devolvido no amanhecer.
Coração de papel, que não voa feito avião,
Que não flutua feito um barquinho,
Que vive sozinho, sem ter carinho.
Coração de papel, que não serve nem pra chapéu,
Coração de papel, que precisa de abrigo,
Onde só seu nome eu encontro,
Onde está estampado:
Sem você eu não vivo,
É’ você que eu preciso.

Wemerson Rafael.
..
Postar um comentário