quinta-feira, 21 de julho de 2011

Solidão, solidão



Solidão, solidão

Já parei,
Já decidi.

Eu não darei esse meu coração,
Para mais ninguém,
Se for pra eu ficar sozinho,
Eu quero ir muito mais além.

Talvez um dia eu encontre com uma moça
Nesse novo caminho que eu irei traçar;
Mas nunca será ela que eu irei amar.

Já acorrentei meu coração,
Nas profundezas da solidão.

Só quero viver,
E não me apaixonar;
Se isso só me faz sofrer,
Então é melhor nem começar.

Não quero uma vida cheia de paixões,
Não quero ser levado ao céu,
E depois ser jogado em um inferno,
Só quero a solidão que me acompanha,
E que me aquece no inverno.

Só com ela eu quero esta,
Solidão é quem a partir de agora eu vou amar;
Serei sempre o mesmo
Minhas manias não iram mudar.

Nem de falar besteira
Nem poder com outras conversar,
Mas solidão, solidão,
Ela já é a dona desse idiota coração.


Wemerson Rafaell...
Postar um comentário