domingo, 19 de junho de 2011

Como e quando?

Como e quando?



Como não vemos o que está completamente exposto?

Como procuramos o que já não existe mais?

Eu queria correr encontrar o caminho,

Pra que dela eu possa ir atrás.



Como não podemos controlar nossos sentimentos?

Como sem querer começamos a nos apaixonar?

Procuro um lugar que só existe em sonhos,

Talvez realmente meu combustível seja sonhar.



Ela fala palavras tão sinceras,

Que me fazem esquecer até mesmo de mim;

Mas nossos caminhos são linhas paralelas,

Que não se encontram nem ao menos no fim.



Penso em coisas que são ilusões e fantasias

Coisa que são inadmissíveis se acreditar;

Acho que estou ficando bobo,

Será que isso é amar?



Peço a Papai do céu,

Que essa geometria toda não seja Euclidiana;

Que tudo isso seja uma verdade,

Mesmo que insana.



Como o poder perde para o querer?

Como começamos a nos sentir assim?

Quando a resposta que eu quero dar,

Transformou-se em apenas um incrível “sim”?







Wemerson Rafael...
Postar um comentário