terça-feira, 7 de junho de 2011

Seu Sol, Meu Sol



Seu Sol, Meu Sol

Me vejo perdido,
Numa assustadora escuridão;
Com o meu coração,
A palpitar na minha mão.

Querendo encaixá-lo,
Sem saber como fazer;
Procurando uma forma,
De o seu sol me amanhecer.

A distância que nos separa,
É’ tão grande e incômoda,
Queria que com o seu olhar,
Pudesse me acertar,
E como o seu brilho divino,
A minha vida iluminar.

Quero te sentir,
Me tirando dessa escuridão;
E fazendo que eu voltasse,
A sentir meu coração,
Batendo forte dentro do peito,
Admirando seu sol a me iluminar;
E’ isso que eu quero sentir,
E’ assim que eu quero estar.

A distância é tão grande,
Mas eu queria te contar;
À noite quando eu durmo,
E’ para nos meus sonhos a encontrar.

Essa escuridão que me assusta,
E’ você que pode resolver;
Com o brilho do seu sol,
Peço-te venha me amanhecer.

Queria tanto te sentir,
Na sua mão poder tocar,
Sentir teus braços me abraçando,
E a sua boca me beijando.

Venha ser meu sol,
Venha me iluminar,
Tire-me dessa escuridão;
Encaixe o meu coração,
E perca a razão, sem nenhum motivo;
Pois é você que eu quero,
Pois é você que eu preciso.




Wemerson Rafael...
Postar um comentário